Morreu o Hotel da Loucura (n: 09/07/2012 morte: 08/07/2016)

Publicado por Vitor Pordeus em 8/7/2016

Morreu o Hotel da Loucura (n: 09/07/2012 morte: 08/07/2016)

Morreu o Hotel da Loucura.(n: 09/07/2012 morte: 08/07/2016)
Morreu por obra da corrupção e da loucura do secretário municipal de saúde Soranz.
Morreu pelo silêncio e a cumplicidade das autoridades competentes.
Morreu pela postura de invasão da nova coordenação.
Morreu porque não negociamos nossa autonomia, nossa liberdade e nossa saúde mentel.
Morreu de morte anunciada como morreram tantos projetos científicos importantes em nosso país, nunca reconhecidos pelas autoridades que só pensam em importar a ciência e a medicina pois assim se ganha mais dinheiro.
Morreu para poder renascer. Como Dionisos.
A partir de agora, a sede da UNiversidade popular de Arte e Ciência é o Teatro de DyoNises, seu método, sua performance, seu Escambo Livre de Rua, sua coletividade que permanece viva e atuante, mas não mais no espaço fechado e corrompido da instituição, nas praças e nos espaços abertos, possíveis na cidade.
Em breve mais detalhes.