De Wellington Gadelha: Imagens, Poemas, Recortes, Instantes. Para Ray Lima

Publicado por Vitor Pordeus em 15/11/2015

Homenagem de Wellington Gadelha para Ray Lima

Imagens,

Poemas,

Recortes,

Instantes.

Para Ray Lima

Quando estou na tua presença

Observo calado

Teus movimentos

Que parecem galopes desenhados

Fico atento às direções

Da tua dança

Logo, o plano das formas se extrapola

Quietinho,

Fecho os meus olhos

Te escuto

E tento desenhar encontros

A partir do adubo que é você

Fértil fica a cena

A poesia

Quero atos Anar-kísticos

Hoje, caminhando contigo

Vez por outra se encontrando

Percebo nas curvas do seio da vida

Que existem veredas, existem histórias

Dessas que rasgam o bucho do tempo

E manifesta vida

Tú é jovialidade

E sutileza de nascer de sóis

Contigo, tento ser

Mítica colorida

Que reveste o tempo

E renova amanhãs

Escrito no dia 12 de setembro de 2015

Rio de Janeiro – Engenho de Dentro

Ocupa Nise