Experiência na ação - praça do Engenho de Dentro RJ

Publicado por KARINA MATOS em 15/8/2017

Há cerca de 1 ano e 3 meses o nosso "pajé" e fundador da UPAC Vitor Pordeus foi destituído de forma leviana do cargo de coordenador do NCCS (Núcleo de cultura ciência e saúde) e o projeto conhecido como Hotel da Loucura morreu dentro do instituto municipal Nise da Silveira para renascer em vários espaços de afeto: praças, ruas, cidades, países e etc.

Atualmente estou atuando e atuante na praça do Engenho de Dentro cujo nome é praça Rio Grande do Norte e estou aqui para focar numa atriz que começou conosco nessa praça há cerca de 9 meses. O nome dela é Filomena, mais conhecida como Filó, e que apresenta uma deficiência intelectual.

Essa querida atriz começou bastante dispersa no olhar, na introspecção corporal, na fala comprometida e após esses meses no teatro de DyoNises com o método SHABESS e a peça "Vai Galileu!" de Brecht, a Filó está atenta e mais presente na ação, onde olha nos olhos, canta todas as músicas, interpreta a personagem Terra com dedicação e assim mostra evidências claras da sua evolução no quesito saúde mental e física.

Espero que o nosso coletivo de atores do teatro de DyoNises persistam na tarefa de auto-cura e a cura dos outros.

Karina Matos.