Alquimia

Publicado por Mariah Borges Vianna em 9/1/2019

Poesia sobre a alquimia e o amor sobre nossas cabeças.

Se sigo a vida que vier.
Sigo a vida que der,
mesmo tentando cortá-la,
minha cabeça permanece erguida.

Difícil pros que foram acostumados a olhar pra baixo,
ou que sequer sabem que o “pra cima” existe.

Eu insisto no resgate dos meus,
os que em suas mentes confusas,
nem se permitem saber quem são.

Sou uma, somos mais de milhão.
Todos tidos como loucos,
loucos de amor e odiando esse tal sistema.
Mas aqui, ninguém se queima.

Nós não atearemos fogos em nós mesmos.
no método de nossa loucura,
queimaremos em amor, os ditos normais.
Mas quem foi que disse?

Não há ninguém incapaz.
As máquinas que não vão além da programação.
Nós não, vamos além da imaginação,
penetrando os corações que se salvaram nesse grande incêndio.


Salve o fogo!
Salve a água!
Salvemos o ar que respiramos,
Salvemos a terra que é nosso lar.
A deusa, natureza.
nutre nosso corpo e espírito.
Aí então estamos novamente vivos.

Naturalmente vivos e livres!
Para sermos quem somos,
independente das limitações.
Autonomia para nós.
alquimia sobre nós!