EPS Morro Azul no Hotel da Loucura 21/10/2014

Publicado por aldecir em 22/10/2014

Olá amigos!

A força da música é reconhecida desde tempo imemorial. Historicamente vamos encontrar evidência disto nos escritos dos filósofos gregos, entre estes Homero, Platão, Plutarco, Aristóteles, e especialmente Pitágoras e seus discípulos. Mencionavam que música podia ser usada como agente de cura psíquica. Homero recomendava a música para evitar paixões negativas tais como a ira, o pesar, a preocupação, o medo e a fadiga além de promover uma recreação saudável para a elevação da alma e do corpo. Para Platão, uma cuidadosa regulamentação da música era da mais alta importância para o bem-estar do estado e a saúde do povo. Na opinião de Aristóteles as duas principais funções da música eram servir como catarse das emoções e construir um caráter ético forte.

A filosofia hindu considera a vibração a base de toda a criação e a música audível um espelho da música cósmica. Na Índia, diz-se que foi o deus Shiva que trouxe a música e dança terrena com base na música cósmica e ensinou-a a esposa, a deusa Sri, que então a transmitiu aos demais seres celestiais. A música soou então por todo o céu, mas só chegou à terra quando Brahmâ, ao olhar para o afã e a labuta da vida humana, ficou com pena e deu a música à Terra como o quinto Veda – o Sama Veda.

O que chamamos de música na nossa linguagem cotidiana é apenas uma miniatura da música ou harmonia de todo o universo, que está em ação por trás de todas as coisas e é a fonte e a origem da natureza. É por causa disso que os sábios de todas as épocas consideravam o música como arte sagrada.

Hoje, durante a Oficina de Expressividade, observamos uma cliente, que participava da oficina, ao escutar uma música, se ver transportada para um tempo quando sua vida transcorria com alegria. Suas festas, namoro, família, lugares, numa viagem muito prazerosa, que trouxe a ela muita satisfação e uma vivacidade nos gestos, fisionomia, que atestavam o quanto isso estava agindo na sua emoção. Ela nos fez relatos emocionados sobre o fato e, nos parece, que um passo importante foi dado por ela. E que a Deusa Música é muito poderosa.

Esses momentos enchem de sentido tudo que fazemos. Oh! Muito obrigada, Ritinha!!!!!

Vejam nas fotos de Eliane Silva.

"Sendo todas as outras coisas iguais, o desejo que nasce da alegria é mais forte que o desejo que nasce da tristeza" Baruch Espinosa

Um Abraço

Equipe Morro Azul: Aldecir Costa, Elaine Marcelina, Lana Cantarelli e Vera Lembo