Primeira Carta de Nise da Silveira a Carl Jung, 1954

Publicado por Vitor Pordeus em 3/2/2015

Nise escreve a Jung pela primeira vez em 1954.

Rio de Janeiro, 12 de Novembro de 1954
Professor C. G. Jung,
Mestre
No Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro existe, ao lado de outros setores de terapia ocupacional, um ateliê onde os doentes desenham e pintam com a mais completa liberdade. Nenhuma sugestão lhes é dada, nenhum modelo é proposto. E eis que surgem imagens primordiais em suas pinturas, apresentando uma demonstração empírica da psicologia analítica.
Com minhas mais respeitosas homenagens, eu vos envio algumas fotografias de pinturas que me parecem mandalas (ou formas aproximadas). Elas foram pintadas espontaneamente pelos esquizofrênicos. Está descartada qualquer possibilidade de influência cultural.
Eu mal poderia expressar, Mestre, o quanto o estudo de seus livros tem trazido luz ao meu trabalho como psiquiatra, além de muito me ajudar pessoalmente.
Creia-me sua mais humilde discípula.
Nise da Silveira
--
Retirado de
Mello LC. Nise da Silveira, caminhos de uma psiquiatra rebelde. Automática Edições, Rio de Janeiro, 2014.

Nise e Jung, Zurich, 1957.